Região Oceânica receberá R$ 350 milhões para projeto de revitalização – Portal Guia Oceânica de Niteroi

Região Oceânica

A Região Oceânica receberá R$ 350 milhões para projeto de revitalização, após quase dois anos de expectativa, a prefeitura de Niterói, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, conseguiu nesta terça-feira (26) aprovação para contratar um empréstimo de US$ 100 milhões, junto ao Banco Latino Americano de Desenvolvimento Cooperação Andina de Fomento (CAF).

A contratação do financiamento foi aprovada pelo Senado Federal. A expectativa do empréstimo havia sido anunciada pela prefeitura de Niterói em outubro de 2014, quando uma comissão do CAF visitou a cidade. À época, o prefeito Rodrigo Neves apresentou o projeto que prevê requalificação urbana e ambiental de toda a área de influência da TransOceânica, além de projetos com foco na sustentabilidade ambiental e social.

m nota divulgada após a aprovação do empréstimo pelo Senado, o prefeito Rodrigo Neves destacou que o município tem conseguido, mesmo em meio à crise enfrentada pelo estado do Rio de Janeiro, manter credibilidade financeira. “Organizamos as contas públicas, estruturamos um plano estratégico, retiramos a cidade do isolamento administrativo, a conectamos a organismos internacionais de cooperação e estamos tirando do papel projetos esperados há anos”, disse Neves.

As obras de requalificação da área de influência da TransOceânica incluem pavimentação e requalificação de vias, macrodrenagem, expansão e implantação de sistema cicloviário, construção de um Centro de Referência em Sustentabilidade Urbana, recuperação de rios, projetos de ecoturismo e gestão das praias e um plano de gestão ambiental específico para a Região Oceânica, entre outras ações.

Para conseguir a aprovação do financiamento, a prefeitura teve de superar uma série de etapas que incluíram avaliações da própria CAF, da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, do Ministério do Planejamento, do Ministério da Fazenda, além do próprio Senado, entre os outros órgãos de controle e fiscalização.


Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.