Ressaca do mar destrói calçadão da Praia de Piratininga – Portal Guia Oceânica de Niterói Rj

Ressaca do mar destrói calçadão

Parte do calçadão da Praia de Piratininga, na Região Oceânica de Niterói, foi destruído, ontem, pela violência do mar, que estava em ressaca. As ondas, que chegaram até três metros de altura, são consequência de uma frente fria que chegou ao estado do Rio de Janeiro na última quarta-feira.

Por segurança, dois quiosques da orla foram interditados. Durante a manhã de ontem, técnicos da Defesa Civil e da Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa), órgão responsável pelasobras da prefeitura, estiveram no local e avaliaram as condições do calçadão.

calçadão da Praia de Piratininga

A retirada dos escombros só será realizada após a melhoria das condições do mar.

O subsecretário de Defesa Civil, Walace Medeiros, informou que não considera o evento como uma catástrofe, já que era de conhecimento público que o mau tempo iria provocar ressacas no oceano e ocasionar grandes ondas nas orlas de Niterói.

“Não classifico como tragédia porque nós monitoramos, lançamos um alerta e sabíamos da possibilidade de ressaca. Estamos aqui para ações imediatas, para proteger pessoas e bens. Temos dois quiosques interditados e precisamos dar condições de trabalho para essas pessoas”, informou.

A Prefeitura de Niterói já havia anunciado a construção de uma nova forma de contenção, de 1,6 quilômetro de extensão, na Praia de Piratininga. O vice-prefeito do município, Axel Grael, explicou como será feita esta obra.

“A estrutura antiga, com paredes verticais, é muito vulnerável porque não dissipa a força das ondas. Por isso, teremos em Piratininga a solução de escadaria, que ajuda a reduzir o impacto das ondas”, disse.

Prejuízo – Proprietário de um dos quiosques interditados, Manoel Francisco da Silva, de 44 anos, metade deles dedicados à orla, lamentou o ocorrido e pediu pressa aos órgãos responsáveis para que possa voltar a trabalhar.

“Isso aqui é tudo que tenho. É de onde me sustento, mantenho minha família. Não tenho como dar números exatos, mas a cada dia com o quiosque fechado, eu tenho um prejuízo aproximado de R$2,5 mil. Espero que a prefeitura me coloque em outro local da praia”, lamentou.

Obra – A obra que transformará muros de contenção em escadarias e rampas de acesso está orçada em R$ 9 milhões. De acordo com a prefeitura, o edital está em fase final de elaboração e ainda serão feitos estudos sobre as correntes marítimas, o impacto do mar e a ocupação urbana na orla. As obras devem ter início em setembro deste ano, sendo concluída em oito meses.


 

Leia também

2 Responses to Ressaca do mar destrói calçadão da Praia de Piratininga – Portal Guia Oceânica de Niterói Rj

  1. Anônimo disse:

    Ja estão consertando para o mar quebrar de novo. rsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.