Mortandade de peixes na Lagoa de Piratininga assusta moradores da Região Oceânica

Mortandade de peixes na Lagoa de Piratininga

O instituto Estadual de Ambiente diagnosticou que o problema da Mortandade de peixes na Lagoa de Piratininga  está sendo provocado pela queda do nível de oxigênio devido à lâmina d’água da lagoa estar muito rasa

O morador que passa pela Lagoa de Piratininga tem observado peixes mortos boiando no espelho d’água. A Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) tem retirado toneladas de peixes mortos. Diversas espécies estão sendo encontradas sem vida, entre savelhas, tainhas e piraúnas.

Fortes chuvas provocam mortandade de peixes na Lagoa de Piratininga

Em nota, o Inea lembra que as chuvas e os ventos fortes revolvem os sedimentos do fundo da lagoa e isso seria o principal motivo para a queda dos níveis de oxigênio.

Ainda segundo o Inea, o instituto já retirou 37 mil metros cúbicos de sedimentos para facilitar o escoamento das águas da Lagoa de Piratininga. Atualmente, o órgão elabora projeto básico para captação de recursos no intuito de dar continuidade às obras.

Para reduzir o despejo de esgoto na lagoa, o Inea realiza vistorias e notificações, dentro do Projeto Se Liga, realizado em parceria com a Concessionária Águas de Niterói, para a redução das ligações irregulares na região.

Fonte: Ofluminense

 

centiveone divulgacao cabecalho animado 2 - Mortandade de peixes na Lagoa de Piratininga assusta moradores da Região Oceânica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.